Ficcionismos

FICCIONISMOS I

Com trabalhos de seis artistas de Sete Lagoas e um convidado de Belo Horizonte, e curadoria de Demétrius Cotta, está em cartaz na Galeria Myralda, na Casa da Cultura, a exposição Ficcionismos, que permanece até o dia 30. em exposição, trabalhos de Josemmar, Felipe de Souza, Lidiane Soares, Denn Mendes, Rangel de Carvalho e Mário Loura, além do convidado Wander Lara. O Radar compareceu à noite de abertura e mostra na edição desta semana.

 

FICCIONISMOS II

O primeiro entrevistado é Mário Loura, que apresenta a instalação que recebeu o nome de Um belo e estranho dia pra ver sereia. O artista confessa a satisfação de ter sido convidado, destacando que a proposta se identifica com o seu estilo de produção artística. Diz que escolheu como tema os sonhos de uma sereia, como passar esmalte, usar leque e até dançar balé. Mário Loura classifica de instigante a proposta da exposição, ressaltando que cada elemento tem uma história a ser contada.

 

FICCIONISMOS III

Também entrevistado pelo Radar, Josemmar diz que foi uma experiência diferente do seu trabalho habitual, de estilo acadêmico. Diz que, apesar de haver um tema fixo, cada artista teve liberdade de trabalhar dentro do seu estilo. Diz ainda que não é fácil produzir arte sob determinado tema, mas destaca como ponto positivo da exposição a inteira liberdade de criação, permitindo que cada participante soltasse a imaginação.

 

FICCIONISMOS IV

A noite de abertura teve como atração especial uma performance de Felipe Godoy, arte educador do Instituto Inhotim e vocalista da banda Absinto Muito. Em entrevista ao Radar, Godoy se confessa feliz pelo convite recebido e esclarece que alguns detalhes foram decididos praticamente em cima da hora, como a participação dos seus colegas de banda, que fizeram fundo musical para sua performance. Felipe falou também da experiência vivida pela banda, que ganhou recentemente uma viagem a Londres, proporcionando a eles, entre outras, a emoção de passar um dia em Liverpool e visitar casas de integrantes dos Beatles.

 

FICCIONISMOS V

Finalizando, o Radar entrevista José Carlos Oliveira, sete-lagoano atualmente residindo em Itabirito, onde aruá como gestor cultural. Ele divulga o V Salão de Arte de Itabirito, que neste ano de 2012 terá Sete Lagoas e Contagem como cidades convidadas. Trata-se de projeto aprovado pela lei estadual de incentivo à cultura que, em Sete Lagoas, tem parceria com Secretaria Municipal de Cultura e apoio do Centro Cultural Nhô Quim Drummond e Templo 8. As inscrições serão abertas no mês de agosto e amplamente divulgadas pela imprensa.

 

...